Como resgatar a intimidade do casal?

Conquistar é fácil, mais que fácil, facílimo, porque ao conquistar contamos com o elemento “novidade”.  Facilmente encantamos e nos encantamos, a atração é grande, afinal, desejamos e somos desejadas. E deixando a modéstia de lado, já nascemos apetrechadas com tudo que necessitamos para a conquista. Olhos, pele, cabelo, cheiro, dengo…  Armas infalíveis que envolvem e fascinam. E melhor: Sem que ele se dê conta, achando que foi o grande conquistador!

Já a reconquista… Ah, a reconquista. Essa é mais difícil, requer manha, jogo de cintura, sensibilidade…Acontece que diferente da guerra, a conquista amorosa requer alimentação diária. E é neste ponto que a maioria dos amantes erram. Seguros, já não alimentam mais o sentimento. Abandonam o outro à própria sorte, ou falta desta…A intimidade cai em ritmo vertiginoso, quando não alimentada. Passamos facilmente de amantes fervorosos a meros conhecidos habitando a própria casa. Isso quando não nos transformamos em inimigos, entrincheirados cada qual em seu próprio espaço, mental e físico.

Já falei em várias ocasiões sobre esse assunto. Essa matéria é apenas mais uma tentativa de despertá-los para o que de fato é necessidade em um relacionamento, ou seja, a presença efetiva, a atenção e o carinho. Se isso falha, o resto falhará junto, é inevitável.Mas, embora não tão fácil quanto a conquista, a reconquista é possível, se de fato você deseja. Já conheci casais que sequer se beijavam no dia a dia. Porque é exatamente assim que acontece, faltando o alimento o amor acaba, e com ele toda e qualquer intimidade.

Quem deseja reconquistar tem que ter paciência, o processo pode ser lento, às vezes sofrido. Mas vale a pena! Isso porque, por maior que tenha sido a fogueira, mais brasas se encontram embaixo desse montão de cinzas. E são elas que reacenderão a chama que nunca deveria ter apagado. E cá entre nós: Se conquistar nos deixa aquele gostinho de poder, imagine a reconquista!Essa é uma satisfação a mais na hora de somar todos os benefícios do resgate da relação. Afinal, já se amaram, se entenderam, foi gostoso e muitas lembranças ainda estão bem nítidas. Claro que existe alguma mágoa, mas se há de um lado, haverá também do outro. Esquecer e perdoar é a primeira atitude.Esse resgate deve ter sabor de recomeço. Vocês devem pemeirar tudo e deixe passar apenas o que foi bom. Dores e raiva, por exemplo, esses sentimento devem ir para o lixo, ou de outra forma, o esforço será em vão.

E então? Que tal começar o ano trabalhando neste projeto de futuro? Algo a se concretizar ao longo dos meses e que poderá ser comemorado na próxima passagem de ano. Ideias não faltarão, tenho certeza. Mas vou dar uma “mãozinha” com algumas dicas que poderão ajudar.Não esqueça de envolver o outro neste projeto, mesmo que no início ele não se anime ou sequer suspeite…Regina Racco é professora de ginástica íntima, autora dos livros: O livro de Ouro do Pompoarismo, A Conquista do Prazer masculino e Pirulito e Outras Delícias, sexo para mestres na arte da sedução e Poder sexual e qualidade de vida (esgotado).

* Regina Racco é professora de ginástica íntima, autora dos livros: O livro de Ouro do Pompoarismo, A Conquista do Prazer masculino e Pirulito e Outras Delícias, sexo para mestres na arte da sedução e Poder sexual e qualidade de vida (esgotado). L

Especialista ensina 5 dicas práticas que vão ajudar a ‘apimentar’ (de novo!) a vida a dois.

O Beijo Furtivo

Pegue-o desprevenido (enquanto assiste TV, por exemplo) e dê-lhe um beijo carinhoso. Em certos casos, a intimidade está tão baixa que talvez nem seja possível ser nos lábios. Não se preocupe, beije na testa, nas bochechas, onde der e fique preparada para a reação. Não se intimide se esta não for boa, repita outras vezes. Logo, ele reagirá melhor…

03 Um álbum de fotos.

Faça um álbum novo, mesmo que já tenha um, esse deverá ser especial. Escolha em suas fotos aquelas que tracem o caminho que vocês trilharam até o dia atual, desde o início do namoro. Ele poderá assim relembrar através dessas imagens. Álbum pronto? Sente-se perto dele e chame a sua atenção. Diga que estava pensando nele e que resolveu homenageá-lo com essa coletânea, pois todas as fotos lhe são preciosas. Fala ainda que adorou cada momento ali eternizado. Isso é necessário porque achamos que o outro “sabe” de nossos sentimentos, mas nem sempre é assim.

 

04Parceiros

O que ele costuma fazer após o jantar? Assiste TV sozinho, enquanto você se dedica a outros afazeres? Hora de mudar. Passe a fazer-lhe companhia, trocar ideias, curtir junto a sua programação etc. O melhor caminho para a reconquista é o companheirismo.

 

 

 

05Começando a esquentar

Quando a intimidade vai embora, o sexo fica prejudicado. Tente “namorá-lo” deixando claro que não é uma cobrança, que você acha gostoso ficar ao seu lado apenas. Vá pouco a pouco reconstruindo os caminhos do desejo. Acontecerá infalivelmente, mesmo demorando algum tempo.

 


06

Finalmente o Sexo!

Intimidade reconstruída? Apimente as carícias e, incremente, a vida sexual. Massagens, mimos, surpresas e muito carinho deverão marcar este que será o tempo do resgate completo. Faça uma barreira contra recaídas, fique atenta aos sinais de desgaste e não deixe de trazer novidade à vida a dois. É de se esperar que neste ponto, ele também esteja se empenhando.As dicas servem para os dois. Inclusive, nada impede que seja o homem a começar o “trabalho” de resgate na relação. Mas sendo bastante honesta, normalmente é a mulher quem desperta primeiro, e busca reconstruir o que o tempo e o descaso ocasionaram. Portanto, mãos à obra e sucesso!

Por: Regina Racco | msn 

 

 

 

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *