Brasil segue na liderança em quatro categorias do Ranking Mundial de judô

O ranking mundial senior do judô foi atualizado após as disputas dos Abertos Pan-americanos de Montevidéu e Buenos Aires e do Grand Prix de Tbilisi – competição que não contou com a participação de brasileiros. O Brasil segue liderando quatro das 14 categorias com Sarah Menezes (48kg), Rafaela Silva (57kg), Mayra Aguiar (78kg) e Rafael Silva (+100kg). Outros 11 atletas estão no top 10: Felipe Kitadai (60kg), 5º com 1366 pontos; Charles Chibana (66kg),3º com 1346; Luiz Revite (66kg), 10º com 957; Victor Penalber (81kg), 3º com 1398; Luciano Corrêa (100kg), 9º com 970; David Moura (+100kg), 5º com 1300; Walter Santos, 10º com 960; Érika Miranda (52kg), 2ª com 1922; Ketleyn Quadros (57kg), 6ª com 1490; Mariana Barros (63kg), 8ª com 986; e Maria Suelen Altheman (+78kg), 2ª com 2580.
Mas as mudanças mais significativas vieram para os atletas que chegaram ao pódio nas competições pan-americanas, afinal, foram 36 medalhas ao todo, sendo 17 no Uruguai e 19 na Argentina. A principal alteração foi na categoria leve masculina (73kg), na qual Marcelo Contini, prata em Montevidéu e campeão em Buenos Aires, ultrapassou Alex Pombo e se tornou o brasileiro mais bem colocado. Com os 160 pontos conquistados nas duas competições, ele chegou à 18ª posição com 668 pontos. Alex Pombo está em 20º, logo à frente de Bruno Mendonça, 21º colocado. Os três estão na zona de ranqueamento olímpico.
“Estou feliz em ter assumido a liderança temporária da categoria entre os brasileiros mas o ranking é muito dinâmico. Então, estou focado e treinando para a próxima competição com o objetivo de tentar me manter nesse posto e subir mais algumas posições no ranking. A categoria está muito equilibrada e acho que essa “briga” vai fazer com que todos cresçam”, disse Contini.
Mas não foi só Contini que cresceu no ranking. Alguns atletas, não só cresceram como apareceram. É o caso do jovem Allan Kuwabara (60kg), bronze no Mundial Junior de Cape Town 2011, que somou os seus primeiros 60 pontos no ranking e está na 128ª posição. Na mesma categoria, Eric Takabatake, ouro em Buenos Aires e bronze em Montevidéu, subiu para a 28ª posição. À frente deles, além de Felipe Kitadai, está Diego Santos, atualmente na 17ª colocação.
O segundo brasileiro mais bem colocado entre os meio médios é Felipe Costa, número 55 do mundo que, com os 60 pontos somados no Open de Montevidéu, chegou aos 232. Tiago Camilo permanece como melhor brasileiro entre os médios. Ele é o atual número 24 com 502. Porém, Eduardo Bettoni, que somou 200 pontos graças aos dois ouros em Montevidéu e Buenos Aires, é agora o segundo melhor brasileiro na categoria, na 29ª posição com 438 pontos.
No meio pesado masculino, o Brasil tem mais três atletas bem ranqueados além de Luciano Corrêa. Renan Nunes é o 17º com 700, Rafael Buzacarini é o 19º com 676 e Hugo Pessanha – que também somou 200 pontos nos Abertos Pan-americanos da última semana – é o 24º com 590. Com o título em Buenos Aires e o quinto lugar em Montevidéu, o baiano Gabriel Santos chegou aos 300 pontos e assumiu a 43ª posição entre os pesados.
Outra que medalhou e galgou posições foi Gabriela Chibana (48kg). Ela chegou aos 441 pontos e à 32ª colocação graças ao bronze em Montevidéu e à prata em Buenos Aires. Eleudis Valentim(52kg) venceu o Open de Buenos Aires e está em 16º lugar na categoria com 584 pontos. Raquel Silva (52kg), campeã em Montevidéu e terceira em Buenos Aires, chegou à 18ª posição com 500 pontos. Milena Mendes (52kg), sétima no Uruguai e terceira na Argentina, chegou à 44ª posição.
A terceira brasileira mais bem colocada entre as leves é Flávia Gomes (57kg), terceira no Uruguai e sétima na Argentina, na 36ª posição com 354 pontos. Entre as atletas da categoria meio-médio, Katherine Campos (63kg) é a 19ª colocada com 694 e Mariana Silva (63kg), a 24ª com 556. As duas últimas foram campeãs no Uruguai e em Buenos Aires, respectivamente. Já Mariana Barros (63kg), a melhor brasileira na categoria, vai competir no próximo final no Grand Prix de Samsun e terá oportunidade de subir um pouco mais no ranking.
Na categoria médio feminina, Nádia Merli (70kg) é a brasileira mais bem colocada na 16ª posição com 752 pontos. Ela é seguida de perto por Maria Portela, 18ª com 718 e Bárbara Timo, 21ª com 630. Timo também disputará o GP da Turquia.
Já a jovem Samanta Soares (78kg), campeã em Montevidéu e vice em Buenos Aires, é agora a 30ª colocada com 332 pontos, 160 deles conquistados nas duas competições pan-americanas. E Rochele Nunes, campeã em Montevidéu e Buenos Aires, está agora na 15ª colocação com 662 pontos.
Depois do Grand Prix de Samsun que contará com a participação de sete atletas brasileiros e será realizado nos dias 29 3 30 de março, a seleção disputa o Campeonato Pan-americano na cidade de Guayaquil, no Equador, nos dias 25 e 26 de abril.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *