UFC faz festa de 20 anos para americano ver e com Brasil de coadjuvante

Criado por um brasileiro e dominado por brasileiros desde o começo, o Ultimate Fighting Championship completou 20 anos nesta semana e montou uma grande festa no UFC 167, neste sábado, mas quase inteira focada no público norte-americano. O Brasil ficou apenas com um espaço de coadjuvante no evento que acontece em Las Vegas.
Tendo como astros o canadense Georges St-Pierre, que defende pela nova vez consecutiva o cinturão dos meio-médios contra Johny Hendricks, e Chael Sonnen contra seu amigo Rashad Evans, esse show comemorativo tem um lutador brasileiro, o peso médio Thales Leites, que enfrenta o norte-americano Ed Herman ainda no card preliminar.
Quem melhor representou o país durante as festividades foi ex-lutador Royce Gracie. Vencedor de três das quatro primeiras edições do UFC, quando ele ainda era disputado na forma de torneio e o campeão tinha de derrotar três rivais na mesma noite, o brasileiro foi o grande homenageado.
Gracie apareceu a primeira vez no treino aberto, quando fez a movimentação ao lado de Georges St-Pierre. Depois, participou de um evento de perguntas de fãs e sempre foi reverenciado como o grande responsável pela nascimento do MMA. “Acho que mostramos do que éramos capazes naquela época. Sei que hoje é difícil de reproduzir aquilo hoje em dia, mas as bases estavam todas lá”, disse.
Mas todo o show desta semana foi criado para os americanos. A grande prova disso é a escolha de Georges St-Pierre como principal astro. Apesar de ele ser um dos maiores esportistas do Canadá, ele também tem uma enorme base de fãs nos Estados Unidos, tanto que é o lutador que mais vende pay-per-view no país.
“Estou na melhor forma da minha vida, física e mentalmente, melhor do que nunca. Fazendo isso minha confiança está ótima e tenho certeza que vou vencer. Sei que será uma luta dura, que vou levar golpes de Hendricks, mas estou pronto para isso. Não será dessa vez que perderei o cinturão”, disse o campeão.
Dono de um golpe muito duro de esquerda, Johny está esbanjando confiança. “Eu vou nocauteá-lo. É tudo que quero fazer e é para isso que estou aqui. Podem me vaiar, podem me aplaudir, mas vou vencer. Eu gosto do GSP, não tenho nada contra ele, acho legal o que ele fez pelo esporte, agradeço por isso, mas agora é minha vez.”
  • O UFC 167 acontece neste sábado e o card preliminar terá início às 21h30 (de Brasília) e o card principal será a 1h da madrugada de sábado para domingo. O evento será transmitido pelo canal a cabo Sportv e você também pode acompanhar todas as lutas pelo Placar UOL Esporte.
    Card principal
    Georges St-Pierre x Johny Hendricks
    Rashad Evans x Chael Sonnen
    Rory MacDonald x Robbie Lawler
    Josh Koscheck x Tyron Woodley
    Tim Elliott x Ali Bagautinov
    Card preliminar
    Donald Cerrone x Evan Dunham
    Ed Herman x Thales Leites
    Brian Ebersole x Rick Story
    Erik Perez x Edwin Figueroa
    Jason High x Anthony Lapsley
    Will Campuzano x Sergio Pettis
    Cody Donovan x Gian Villante
    Fonte:UOL



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *