Dilma ataca bancos durante discurso em cadeia nacional

Dilma ataca bancos durante discurso em cadeia nacionalNo tradicional pronunciamento do chefe de Estado para o Dia Internacional do Trabalho, nesta segunda-feira (30), a presidente Dilma Rousseff fez duras críticas à atual taxa de juros do país e disse ser “inadmissível” que as instituições financeiras privadas permaneçam com margens tão elevadas. "Nosso sistema bancário é um dos mais sólidos do mundo. Está entre os que mais lucraram e isso tem lhe dado força e estabilidade, o que é bom para toda a economia, mas isso também permite que eles deem crédito mais barato aos brasileiros”, explicou. Em seguida, Dilma atacou o atual comportamento de bancos que não seguiram a redução do Banco Central e mantiveram taxas elevadas. “O setor financeiro, portanto, não tem como explicar esta lógica perversa aos brasileiros. A Selic baixa, a inflação permanece estável, mas os juros do cheque especial, das prestações ou do cartão de crédito não diminuem. […] A economia brasileira só será plenamente competitiva quando nossas taxas de juros, seja para o produtor, seja para o consumidor, se igualarem às taxas praticadas no mercado internacional". Ela ainda fez uma convocação ao povo brasileiro para que prefiram buscar financiamentos com instituições que baixarem as taxas, em outras palavras, os bancos estatais. “É bom também que você, consumidor, faça prevalecer seus direitos, escolhendo as empresas que lhe ofereça melhores condições", sugeriu.

Confia o vídeo do discurso:

Pronunciamento de Dilma Rousseff–Presidente do Brasil



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *